Reinventando o cotidiano

Uma ocasião,  
meu pai pintou a casa toda
de alaranjado brilhante.
Por muito tempo moramos numa casa,
como ele mesmo dizia,
constantemente amanhecendo.
Adélia Prado

No começar de cada manhã, recebemos o céu de diferentes modos: iluminado, assombrado, rosado, chuvoso… Para muitos é quando começa uma rotina, que nunca é exatamente igual, que sempre aceita ou exige a inserção de algo. A depender da postura, do humor, da sorte, da criatividade, de uma notícia, o dia será leve ou enfadonho, alegre ou insosso. Mas eis que chega uma pandemia, e obriga muita gente a reinventar seu cotidiano. Para jovens e crianças, algo os afetou profundamente: a escola tornou-se virtual, fazendo-os perder a convivência física com amigos e educadores, distanciando-os de um espaço que oferece muitas possibilidades e descobertas.

Como os pais podem ajudar seus filhos a enriquecer a rotina? Para as crianças do Infantil vocês podem proporcionar momentos de leitura, com jogos, com atividades que movimentem o corpo e envolvê-los com pequenas tarefas domésticas. E nada de excessos, pois brincar é vital. E lembrem-se de que elas adoram quando os adultos embarcam em suas fantasias.

Para os alunos que têm roteiros de estudo, é importante a organização mais sistemática da rotina, com um planejamento claro e específico. Para os que são menos autônomos é importante o auxílio dos adultos, que estes demonstrem interesse pela atividade, ajudem nas dúvidas, mas evitem dar as respostas. Façam perguntas para que os estudantes as encontrem.

Vamos, então, a dicas concretas:

1. Tirar o pijama e colocar uma roupa confortável;

​2. Escolher um lugar iluminado, tranquilo, que não tenha muitas distrações. Não estudar na cama ou num sofá, pois não propicia uma postura adequada e dá mais preguiça;

3. Fazer um plano de atividades da semana, com os horários de estudo, as tarefas do dia e as datas de entrega de cada atividade;

4. Fazer um arquivo com os roteiros de estudo de cada área do conhecimento;

5. Listar os recursos necessários para o desenvolvimento das atividades;

6. Incluir no plano da semana pausas para descanso e distração.

7. Tentar conciliar os horários com os da família para compartilharem momentos juntos.

É compreensível que alguns apresentem resistência para estudar, afinal a presença do professor é um grande estímulo. A experiência é nova, e todos precisam de tempo de adaptação.

Contem-nos sobre a sua experiência com os seus filhos!

2 comentários em “Reinventando o cotidiano”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *