Organização do ensino

O conhecimento do mundo pelos alunos não acontece somente através das relações escolares; a escola, no entanto, é um lugar privilegiado para isso. Coerentemente com a compreensão de que o desenvolvimento das estruturas cognitivas se dá de forma não linear, em vez das turmas anuais típicas do sistema por séries, adotamos Ciclos de Formação de três anos, com progressão continuada dentro do ciclo.


A organização do ensino em ciclos de formação decorre do reconhecimento de que os seres humanos são diferentes entre si e que não se desenvolvem no mesmo tempo, da mesma maneira, na mesma sequência, de um jeito "programado". A construção do conhecimento se dá segundo mecanismos internos comuns para todos os sujeitos, mas não através das mesmas estratégias nem no mesmo ritmo; a organização em ciclos permite contemplar essas diferenças. O ciclo, portanto, permite que seja levada em conta a singularidade de cada indivíduo.


Os seis ciclos em que se organiza a educação básica na Escola da Serra correspondem, aproximadamente, às etapas de desenvolvimento cognitivo e psicológico da criança e do jovem. Na Educação Infantil, crianças de 2 e 3 anos constituem o 1º Ciclo; o 2º Ciclo compõe-se de crianças de 4 e 5 anos.

No Ensino Fundamental, são três ciclos de formação: o 1º Ciclo, de 6 a 8 anos, correspondente ao final da infância; o 2º Ciclo, de 9 a 11 anos, correspondente à pré-adolescência; o 3º Ciclo, de 12 a 14 anos, correspondente à adolescência.

O Ensino Médio constitui um ciclo em si, na faixa de 15 a 17 anos, que corresponde à juventude.


A garantia de que a ação pedagógica, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, seja desenvolvida de forma harmônica e coerente com os objetivos da Escola da Serra é dada pelo trabalho integrado dos Supervisores que, em conjunto, compõem a Coordenação Pedagógica.