Para abrir uma janela

Alunos do 2º Ciclo com o ator Odilon Esteves na vivência "Palestra Cênica" - Tempo ampliado para a Literatura e o Teatro

Há diferentes formas de dizer o mesmo texto, de contar uma história. Pode ser de forma dramática ou humorada. Pode ser com alegria  ou desprezo, com tom de dúvida ou de indignação. Quando se percebe isso, a leitura torna-se mais rica, proveitosa e interessante, e a imaginação ganha impulso. Essa foi a proposta do ator Odilon Esteves para os alunos do 2º Ciclo ao oferecer uma "Palestra Cênica - Para abrir uma janela", na qual ele interpretou poesias e prosas de diferentes autores, tais como Clarice Linspector, Bertold Brechet, Eduardo Galeano, Fernando Sabino e Antônio Prata.  Um convite para o aluno  imaginar a história que ele estava narrando e ampliar a percepção para a potência da Literatura e do Teatro.

 No segundo momento, os alunos foram convidados a escolher algum autor e interpretar seu texto. Eles subiram ao palco, se desafiaram, experimentaram novas formas de ler e dizer algo para tocar o público; para descobrir que a leitura, com determinado ritmo e entonação, confere múltiplos significados.

 A iniciativa partiu da professora de Linguagens Maiza Franco, que está sempre procurando diferentes caminhos para envolver os alunos com livros e autores. Enfim, está sempre procurando formas de inovar na educação.